Fernando de Noronha em junho: como aproveitar durante o mês?

Olá, queridos viajantes! Prontos para mais uma aventura? Vamos aproveitar Fernando de Noronha em junho?

Afinal, vamos descrever mais um roteiro orientado para que você desfrute de um dos lugares mais belos do mundo e, dessa vez, tratando especificamente de uma época especial para o passeio.

O clima em Fernando de Noronha pode ser dividido em, basicamente, dois climas predominantes durante o ano.

Uma é a estação mais seca, que se dá entre o final do mês de agosto e até o fim do mês de fevereiro, e a outra é a estação chuvosa, com início no mês de março e o seu término se dá no início do mês de agosto.

Pensando em visitar Fernando de Noronha em junho? É sobre isso que falaremos hoje.

Como aproveitar Fernando de Noronha em junho?

Apesar de estar na chamada estação chuvosa, o mês de junho não é só chuva: você ainda pode aproveitar muito em Fernando de Noronha nesta época do ano já que o clima na ilha é marcado, na maior parte do tempo, por dias quentes e ensolarados e com noites fresquinhas.

Por conta do clima quente, esse mês é perfeito para atividades como curtir uma praia ou dar um mergulho especial nas águas cristalinas do paraíso que é Fernando de Noronha. Mas não é só isso. Tem magia dentro e fora da água! Vamos conferir?

1. O famoso Ilha Tour

Se você está planejando a viagem para Fernando de Noronha em junho e está a procura de um passeio que te permite conhecer diversos pontos turísticos de Noronha, você não pode deixar de fazer o Ilha Tour!

Como o nome sugere, esse é  um passeio mais “família”, onde você fará um tour completo pela ilha e poderá explorar vários lugares incríveis durante as paradas ao longo do percurso.

Algumas paradas que você fará durante o Ilha Tour são:

É uma experiência extraordinária, mas pode durar um dia todo. Portanto, recomendamos que você faça o Ilha Tour logo no primeiro dia da sua viagem. Assim, você já terá absorvido uma série de pontos do local e poderá, com mais calma, nos próximos dias, visitar com atenção as demais atrações.

2. Passeio com mergulho pela Atlantis Divers

Um dos atrativos mais tradicionais em Noronha é o passeio de barco – e este é muito bem cotado.

Com a Praia do Porto como ponto de partida, nos passeios oferecidos aqui você pode conseguir ver os majestosos golfinhos rotadores, conhecidos por acompanharem as embarcações alegremente.

Assim como no passeio Ilha Tour, o passeio de mergulho da Praia do Porto também conta com parada para um banho revigorante na praia do Sancho. O passeio segue com visita à Pedra do Leão e também à Ponta da Sapata.

Separe o snorkel, a máscara e então se prepare para cair na água e sentir toda a emoção dessa aventura.

Caso queira praticar um mergulho especial, o mergulho de batismo é uma opção incrível. Aqui, se trata de um mergulho acompanhado, com cilindro de oxigênio para ter acesso a partes mais profundas do mar, onde o turista pode apreciar os e corais peixes de perto, com a visibilidade ímpar do mar de Noronha.

Para desfrutar destes mergulhos, recomendamos os passeios da Atlantis Divers.

3. Entardecer VIP de barco

Apreciar as paisagens mais incríveis do mundo, ainda mais quando se está em pleno alto mar, é a experiência mais especial que alguém pode sonhar em vivenciar. Pois, em Noronha você pode fazer isso – e muito mais.

Partindo do Porto, o passeio Entardecer VIP é realizado nas águas magníficas da ilha. Tem como destino as formações rochosas gêmeas, também conhecidas como Morro Dois Irmãos, que estão localizadas entre a Baía do Sancho, Baía dos Porcos e Cacimba do Padre.

O passeio possibilita que sejam feitos mergulhos ao longo do percurso. O primeiro acontece bem na região do Naufrágio, perto do Porto. Mais adiante é possível fazer um mergulho com snorkel na chegada da Praia da Conceição.

Enquanto você aproveita esse belo passeio, no barco, é preparado um churrasco com carnes e peixes da ilha, além de acompanhamentos como salada e pão. Nada melhor do que apreciar essas delícias com todo o conforto e ainda presenciar o pôr-do-sol da perspectiva mais espetacular do arquipélago, não é mesmo?

4. Beleza dentro e fora d’água

Caso opte pelas aventuras fora d’água, ou mesmo se tiver com um tempinho a mais, recomendamos que faça pelo menos uma das belas trilhas de Noronha, ou tenha o privilégio de contemplar a região em um dos mirantes.

5. Trilhas e rumos

A Trilha dos Abreus é uma trilha mais tranquila e leve, com direito a passar por piscinas naturais onde dá para fazer aquele mergulho raso de snorkel. Tendo partida na praia Sueste, segue por 1200 km, o que se faz em uma horinha, no máximo.

A Trilha do Atalaia já é recomendada para quem gosta de um desafio maior. Esta dura 4 horas e é feita em grupos previamente agendados. Também leva a deliciosas piscinas naturais, sendo dividida em Atalaia curta e Atalaia longa.

Esta trilha leva à linda pedra do frade.

Lembrando que as trilhas devem ser informadas e agendadas previamente na sede do ICMBIO.

Já a Trilha da Costa Esmeralda vai lhe apresentar as praias do Mar de Dentro, culminando na Baía dos Porcos onde se avista os Dois Irmãos, do próprio mirante.

diferentes trilhas em Noronha para quem gosta de aventura.

Como é o clima de Fernando de Noronha durante o mês de junho?

Na época do mês de junho, a precipitação é baixa, ficando em 200 mm. Além disso, as temperaturas costumam ficar entre 24 °C e 29 °C.

Contudo, é bastante difícil prever se o tempo ficará chuvoso durante todo o dia, se choverá pouco ou nada, se haverá sol durante uma parte ou o dia inteiro. O ideal mesmo, quando você presente fazer uma visita à Noronha em junho, é pensar em estadias mais longas para você ter mais chances de aproveitar as aberturas de sol.

O que levar na mala durante esse mês?

Vamos conferir, agora, algumas dicas básicas do que levar na sua mala para Fernando de Noronha se sua viagem for em junho.

  • Roupas: dê preferência por roupas leves e confortáveis como blusinhas, camisetas, shorts, bermudas, saias, vestidos. Mas vale levar uma blusinha ¾ ou um casaquinho leve, já que à noite pode ficar mais fresquinho;
  • Calçados: a mesma dica vale para os calçados. Adote modelos leves como sandália, rasteirinhas e tênis, mas vale levar também uma daquelas papetes, mais arejado, de sola de borracha, o que ajuda para não escorregar caso vá fazer alguma trilha ou passeio em local com água;
  • Roupa de banho: não custa lembrar o biquíni ou maiô, sunga ou calção, afinal, provavelmente, essa será a vestimenta que você irá passar mais tempo usando. Lembrando também da indispensável canga ou toalhinha;
  • Proteção solar: protetor solar é fundamental, claro, mas as blusas com proteção solar são opções bacanas e podem ser encontradas em diversas lojas. O ideal é a de manga comprida, pois assim sobram poucas partes para você passar protetor. Não esqueça também da combinação fatal: um chapéu ou boné para proteger o rosto e óculos escuros para bloquear os raios de sol;
  • Para as fotos: por último, lembre-se de arrumar uma boa máquina fotográfica subaquática, pois além das paisagens paradisíacas em terra, Fernando de Noronha também tem diversos tesouros que só podem ser apreciados debaixo d’água. Não é à toa que a ilha tem tantos pontos de mergulho. Registrar tantas cores e maravilhas com o celular pode não ser suficiente, então aqui seria bom fazer este investimento ou mesmo arrumar uma câmera emprestada.

Venha sem medo!

Fernando de Noronha não irá desapontar você. É retorno garantido do investimento. Seja nas férias, no meio do ano, para viagens curtas ou longas, venha, pois todos os motivos elencados nesse artigo são apenas uma pequena amostra do que espera você.

Além de ser um local maravilhoso e selvagem, quase intocado, contém toda a infraestrutura para você se instalar tranquilamente, com bons restaurantes, lojas, condução, acessibilidade e até vida noturna e gastronomia super interessantes.

É um cantinho do Brasil que serve como cartão postal de toda nossa beleza.

Perguntas e respostas

Como é o clima de Noronha em junho?

Com poucas chuvas e temperatura média variando de 24 a 29 graus.

O que tem para fazer em Noronha além de curtir o mar e as praias?

Muitas trilhas empolgantes, de nível fácil a médio. E passeios pelos parques e pontos turísticos. Muita beleza natural. É uma viagem que não tem como dar errado!