As 7 Melhores Trilhas em Fernando de Noronha

Que o arquipélago de Fernando de Noronha é uma das grandes maravilhas do mundo, todos nós brasileiros já sabemos. Quem é que não observou uma daquelas fotos e pensou “preciso ir lá um dia”?

E que tal saber quais são as 7 melhores trilhas em Fernando de Noronha?

Afinal, algumas das trilhas mais belas do Brasil estão em Fernando de Noronha. Não é à toa.

A alta procura e visibilidade pelas belezas deste lugar se deve a uma intensa preservação e um cenário sem igual. Qualquer passeio no parque deve ser feito com todo um cuidado que prima pela preservação da costa azul, da fauna e flora.

Estamos aqui para orientar você que está prestes a realizar este sonho.

Como se trata de uma viagem bem planejada, até pela questão de não poder ficar saindo e entrando, criamos esse artigo para você poder se concentrar no quesito trilhas. 

Quais são as melhores trilhas em Fernando de Noronha?

Ficou interessado (a) no assunto? Quer saber quais são as melhores trilhas em Fernando de Noronha? Então, descrevemos para você as melhores opções, para todos os gostos!

É bom escolher bem quais trilhas irá fazer, quanto tempo leva, os detalhes gerais sobre percurso e dificuldade, pois, em Fernando de Noronha, cada segundo perdido vale muito!

Com vontade de um pouco de mato, ar puro, beleza natural e aventura? Que tal no lugar mais encantado do país?

1. Trilha dos Abreus

A Trilha dos Abreus é uma boa pedida para quem não quer ficar longas horas caminhando, pois é considerada uma trilha leve.

E, quando termina a caminhada, você ainda pode curtir uma deliciosa piscininha natural com paisagem deslumbrante e se divertir vendo os lindos peixes que ficam por ali enquanto faz snorkel. Muito legal, né?

Mas é importante lembrar que, para acessar a ilha, você precisa agendar antes na sede do ICMBio logo que chegar em Noronha, pois o número de visitantes permitidos por dia é limitado: um total de 24 pessoas.

Então, logo que chegar, vá até o Flamboyant pegar a sua carteirinha e siga para o ICMBio. Assim, agende tudo!

Praia Sueste

A trilha começa na Praia Sueste. Se você for de ônibus, precisa descer no Sueste e ir pela estradinha de terra que fica à esquerda até que chegue na entrada da ilha.

Caso vá de buggy, você pode pegar a mesma estradinha e estacionar bem em frente da entrada da trilha do Abreu. Você encontrará placas indicando o início da trilha.

É uma trilha bem leve, com 1.200 metros de caminhada enquanto você curte uma vista incrível. Na hora da descida pela rocha você precisa estar atento, pois as pedras que levam até as piscinas naturais são escorregadias.

Quando chegar nas piscinas, o uso do colete para flutuar é obrigatório, pois o fundo é cheio de corais, então o colete te ajuda a não encostar no fundo e assim mantém os corais intactos e preserva aquele meio.

Mesmo não afundando você pode se maravilhar com a vida marinha do lugar, é só usar as máscaras de mergulho. É importante que você leve o seu equipamento pois não tem um local para alugar lá, só no centro da ilha. Para entrar na piscina, é obrigatório o uso de colete para flutuar.

2. Trilha do Atalaia

É a trilha mais famosa e concorrida pelo turismo da ilha, com duração de 4 horas.

Diariamente são feitos agendamentos de 6 grupos de 16 pessoas (total de 96 vagas por dia). Um número que pode sofrer variação de acordo com a maré. No site do Parque Nacional de Noronha estão as informações sobre agendamento.

Para quem for fazer a Trilha da Atalaia Longa de buggy, é melhor estacioná-lo no porto. Quem for fazer a Trilha da Atalaia Curta pode deixar estacionado na Vila dos Trinta, o retorno é no mesmo local. Se for de ônibus, desça na Vila do Trinta. Tem um ponto ali em frente ao Mercado Poty.

A primeira parte desta incrível trilha, curta ou longa, vai levar no máximo 30 minutos, até chegar na parte das piscinas naturais do mar de fora. A trilha curta não necessita do acompanhamento de um guia e tem seu acesso apenas à primeira piscina natural.

Quando avistar uma bifurcação, siga pela trilha da direita até a piscina.

Quem estiver optando pela trilha do Atalaia curta, depois do snorkel, deve voltar pelo mesmo caminho que fez na da ida. Já quem estiver pela trilha longa, deve fazer o primeiro trajeto igual à curta, aí, na volta, ao invés de optar pelo mesmo caminho, ao chegar na bifurcação, siga para a esquerda.

A primeira piscina está de frente à pedra do frade, que lembra um frade sentado. Chegando na piscina, aguarde sua vez para entrar. Há um limite de pessoas para períodos de 30 minutos.

3. Baía dos Porcos

Esta trilha tem acesso fácil, e melhor quando está de maré baixa. Uma trilha aberta, sem risco, mas não custa ir de tênis para passar pelas pedras com conforto e segurança.

Nessa praia há um mirante, de vista para a Praia do Sancho e a Baía dos Porcos. Uma pequena trilha leva até a praia da Baía dos Porcos. Você vai subir um morrinho e lá vai encontrar um dos mirantes naturais com a vista mais espetacular do Morro Dois Irmãos (veja mais aqui).

Aqui é um dos lugares propícios para praticar o mergulho livre no Parque, no chamado período sem ondas. Há uma pequena faixa de areia local que é envolto por formações de rochas, o que favorece a concentração de peixes e a atividade de flutuação.

O acesso é pela trilha que parte da praia da Cacimba do Padre.

No fim da praia, e só na maré baixa, se forma uma piscina natural, mas que não é permitido acessar, por causa dos organismos que precisam ser preservados lá.

4. Trilha Costa Esmeralda

A Trilha Costa Esmeralda, que emenda com a da Costa Azul, proporciona que se conheça as praias do Mar de Dentro, que ficam fora do Parnamar, exceto a do Porto.

É preciso estar atento à tábua de marés. Pode-se contratar guias, mas seguindo bem as placas, dá tudo certo. Opte pela maré baixa para enfrentar menos riscos com pedras.

O final desta trilha  é a Baía dos Porcos, com seu visual esplendoroso dos Dois Irmãos. Sempre lembrando de usar tênis, evitando chinelos. Um bastão ou cajado também ajuda. E água!

O percurso, por si só, já é uma das melhores experiências que você terá.

Praias pelo caminho

Partindo da Vila do Trinta e pegando a trilha na Vila dos Remédios, que fica depois do Palácio São Miguel, você se depara com um lindo visual da Praia do Meio.

Você vai encontrar uma pequena trilha que fica à esquerda da Praia do Meio e vai para a Praia da Conceição. Siga até o final e você vai passar para a Praia do Boldró.

Falando em Boldró, existe também uma vila de mesmo nome, a Vila do Boldró, que é um centro de visitantes que  abriga a sede do Projeto Tamar em Noronha.

Depois da praia do Boldró você passará pelas praias do Americano e do Bode. Se a maré estiver baixa, é possível chegar na Praia Cacimba do Padre pela areia mesmo.

5. Trilha Costa dos Mirantes

Este passeio é ideal para quem gosta de um belo take fotográfico. Trata-se de uma admirável trilha que passa pelos mirantes da Baía dos Golfinhos, Baía do Sancho e Baía dos Porcos.

Para esta trilha, recomenda-se ir em silêncio e com calma, pois este roteiro permite escutar a variedade dos sons ofertados pelos pássaros, como a Cucuruta e Sebito, exclusivos do parque.

Para empreender esta aventura, apresente-se com a carteirinha no PIC do Sancho, um centro de visitantes montado para atendimento. E uma vez que está lá, passe no Mirante do Sancho!

O Mirante do Sancho é um dos cartões-postais da ilha e revela a melhor vista para a Praia do Sancho, premiada por muitos anos como praia mais bela do mundo. Caso queira descer, o que aconselhamos, tem uma escada que desce direto na praia.

Com a água extremamente clara, dá para enxergar os cardumes de sardinha se mexendo pela margem. Tubarões e atuns também aparecem. O mergulho de Snorkel na Praia do Sancho é um dos melhores e mais procurados em Noronha. É como estar dentro de um aquário gigante, com peixes, arraias, tartarugas e cardumes.

Mirante dos Golfinhos

Localizado sobre a Baia dos Golfinhos, o Mirante dos Golfinhos tem uma linda vista, onde, com sorte, pode-se avistar as criaturinhas. Mas para um melhor avistamento seria melhor o passeio de barco.

De qualquer modo, prepare-se para se deslumbrar com a observação do Portal da Sapata e a Ponta da Sapata, no finalzinho da ilha.

Mirante Dois Irmãos

Com vista para a Baía dos Porcos e o Morro dos Dois Irmãos, o Mirante Dois Irmãos é o mais famoso da ilha e pode ser desbravado de diferentes maneiras, mas a melhor delas, sem dúvida, são as trilhas. As que oferecem os melhores ângulos do morro são as trilhas Costa dos Mirantes e Circuito Mar de Dentro.

A mais leve é a trilha Costa dos Mirantes que é realizada através de trilhas suspensas com vistas maravilhosas de seis mirantes. Ao seguir a trilha pela encosta você passa pelos mirantes até chegar ao Mirante Dois Irmãos.

Indo pelo Circuito Mar de Dentro, a caminhada começa na Vila dos Remédios, centro histórico da ilha, e passa pela Praia do Cachorro, Praia do Meio e Praia da Conceição. Se você optar por esta trilha, vai curtir algumas das mais belas praias da ilha – sem contar a vista extraordinária do Morro do Pico.

6. Trilha Capim Açu

A trilha do Capim Açu é a maior do parque nacional e exige um certo condicionamento físico. Começa perto da entrada da praia do Sancho e continua por uma estrada que é histórica, de terra batida e pedregosa, ladeada por um costão rochoso.

É uma trilha para quem curte passar um bom tempo caminhando, com rica vegetação, subidas e descidas acentuadas e fortes, mas com paradores e mirantes belíssimos, vistas que vão compensar o esforço e permitem admirar as duas faces da ilha em seu relevo todo.

O Farol da Sapata está no caminho, tendo seu único acesso por essa trilha. Mais uma razão para você encarar.

Além da beleza constante nesse visual, após a descida, você pode se refrescar nas piscinas naturais e chegar até a observação da caverna do Capim Açu.

Então, são mais 3 km de trilha instável, por pedras de origem vulcânica, até a chegada à praia do Leão, uma das mais desertas da ilha, e parte do parque nacional marinho.

Portanto, o percurso da trilha do Capim Açu conclui na praia do Leão, tendo 8 km de extensão e percorrendo uma das extremidades da ilha.

Algumas curiosidades da trilha é que existem vestígios da época da Segunda Guerra Mundial no local, alguns equipamentos construídos para este fim, mas que ficaram por lá.

7. Trilha do Piquinho, o pico mais alto da ilha

Esta trilha vem sendo explorada há menos tempo e não precisa de guia para chegar lá. Apenas aconselha-se ter cautela, pois é bastante íngreme. Mas a duração do percurso leva em torno de uma hora e meia para subir e descer.

A Trilha do Piquinho é ideal para quem quer ver o sol nascer numa vista panorâmica. De lá você enxerga o mar, as habitações e uma boa parte da ilha. O Piquinho tem 323 metros de altura e fica ao lado do Morro do Pico.

Nesta trilha de apenas 400 metros basta seguir as raízes enormes das antigas árvores, passando por uma fenda nas pedras. Após este ponto que leva a um pequeno mirante, vem outra parte impressionante que é uma “rampa” de pedras que parecem frutos de um desabamento enorme. Coisas da natureza!

Após esta parte, você terá vista para a praia do Boldró e a Ponta da Sapata. Então, se agarre nas cordas colocadas ali para auxiliar e siga até o fim!

Anote aí: o início desta trilha fica pertinho do restaurante Teju-Açu.

Prontos para tudo isso?

Bom, viajantes! Com tanta oferta de natureza, praias, mirantes e trilhas, fica difícil saber por onde começar, não é? Afinal, listamos as melhores trilhas de Fernando de Noronha e como escolher dentre tantas opções?

Pode ir com segurança que, chegando lá, além de todo material disponível em nosso blog e outros sites, haverá um suporte altamente profissional.

Para preservar um dos locais mais paradisíacos do mundo, somente muito investimento, monitoramento e estrutura, por isso, fiquem na tranquilidade porque a viagem deve superar suas expectativas.

Na verdade, palavras não são suficientes para mostrar o magnetismo que este local tem. Veja por você mesmo, afinal, a vida é para isso!

Outras trilhas:

  • Caminhada histórica: opção curta e leve, que te leva até às ruínas do Forte de Nossa Senhora dos Remédios.
  • Trilha do farol: outra opção leve, com excelentes vistas para apreciar a ilha.
  • Pontinha pedra alta: Uma viagem no tempo, conhecendo partes históricas da ilha.

Perguntas e respostas

Qual a melhor trilha em Fernando de Noronha?

Caso seja trilheiro profissional e procure mais aventura, a trilha Capim Açu é recomendada. Já para um perfil menos agressivo, a Trilha dos Abreus é uma boa pedida.

Qual trilha fazer em Fernando de Noronha?

A Trilha Costa dos Mirantes é aquela onde todo mundo quer tirar belas fotos para salvar pelo resto da vida, por isso, vale a pena priorizá-la.